Para nós, todo o amor do mundo. ✌️
home - submit - ask - -

“É tão difícil quando a gente quer expressar, explicar, dizer o que sente, e não sai absolutamente nada. Engasga, se afoga com as palavras, trava as mãos, trava as pernas, da tremedeira, parece que tem alguma coisa dentro do peito nos apertando. E da aquela vontade absurda de abraçar de um jeito que ele entenda, e nunca mais queira soltar.”

e se eu puxar seu cabelo, ir beijando seu pescoço e sussurrar que te quero, você vem?

É proibido desistir. Respira fundo, fala com Deus e continua.

Sorria para uma alma vazia.

Inverno em alma de verão. (via encapuzado)
O fato é que todos nós queremos ser especiais na vida de alguém.

E da próxima vez que a gente se encontrar, vou pedir para o relógio do mundo dar uma paradinha, só pra esticar esse tempo de abraço que fez meu coração pulsar de um jeito que jamais nenhum outro fará.

Caio Fernando de Abreu.  (via s-obrenos)

Amar é mandar, achar que manda, obedecer, fingir que obedece. Amar é fazer vitamina de banana com nescau, é dar bom dia espreguiçando as vértebras com os braços esticados, sorrindo envergonhado de remela nos olhos. Amar é dizer “vem cá”, ter os pés aquecidos sem pedir, comemorar o dia do primeiro beijo, chegar da festa e comer pizza gelada. Só ama aquele que começa a falar pelo fim, que diz sim sem saber a pergunta, que discute o namoro sem lugar-comum. Ama quem sai na rua pra tirar fotos, pra ver estrela riscar o céu, pra pisar na grama descalço, pra pegar um cineminha na terça. Amar é perguntar “tá dormindo?”, é descer do ônibus com o outro à espera, é cantar “she loves you yeah yeah yeah”, é morder queixo, orelha, cotovelo, panturrilha, lábio. Amar é comer uma coisa diferente e lembrar o outro, é ficar de mal, é arrumar tempo pra pensar no outro na correria do dia.

Gabito Nunes.     (via s-obrenos)

A saudade engana tão bem que parece até amor.

Fabrício Carpinejar.  (via sorriso-so-risos)